11/09/2012






SESSÃO ALUMBRAMENTO +TEIA
Brasil | 2012 | Cor
|












Sinopses:

Odete (Ficção • HD • 16min • CE-MG/Brasil)
Odete está presa entre o passado e o futuro. Ela sai em viagem, mas continua imóvel. Ela encara o abismo e se pergunta se sairá viva.

Dizem que os cães veem coisas (Ficção • HD • 12min • CE/Brasil)
Um presságio. Fragmento de tempo apenas, porque logo o homem gordo, de ventre imenso, saltou dentro da piscina com o copo de uísque na mão. Filme criado a partir do conto homônimo de Moreira Campos.

+ Curta inédito

CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

Confira nossa programação no blog http://quintanoquintal.blogspot.com.br/

_______________________
Associação Filmes de Quintal | Av. Brasil, 75/sala 06, Santa Efigênia | CEP 30140-000 |
Belo Horizonte | MG | fone: +55 31 3889-1997 | www.fimesdequintal.org.br

04/09/2012

Um Homem sem Importância | 06 de setembro | Quinta-feira | 20h





06 de setembro | 2012

UM HOMEM SEM IMPORTÂNCIA
Direção: Alberto Salvá
Brasil | 1971 | P&B | 69’











Sinopse: Flávio trabalha em um boliche e envolve-se em uma briga com um cliente. Mesmo sabendo que a confusão não havia sido provocada por sua causa seu chefe é obrigado a despedi-lo. Em casa, é repreendido pelo pai que lhe oferece emprego em sua mecânica onde já trabalha seu irmão. Flávio recusa e diz que vai arranjar outra coisa. Ele procura emprego em diversos lugares, mas tem dificuldades de conseguir alguma coisa por causa da idade e da falta de experiência. Em suas caminhadas pela cidade em busca do emprego acaba cruzando com um massagista japonês e um antigo amigo que também está desempregado. Encontra-se com três jovens que estavam envolvidos no episódio que causou sua demissão. Quando tomam conhecimento de que ele havia sido despedido, lhe oferecem uma carona. Ele reluta, mas acaba aceitando. Flávio se diverte junto aos jovens e os quatro programam sair juntos no futuro. Em uma de suas tentativas frustradas de conseguir emprego, conhece Selma.


CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

22/08/2012

A$$untina das Amérikas | 23 de agosto | Quinta-Feira | 20h





A$$UNTINA DAS AMÉRIKAS
Direção: Luiz Rosemberg Filho
Brasil| 1976 | Cor | 76’

Sessão especial "forumdoc.bh.2012"











Sinopse: "A$$untina das Amérikas é uma comédia musical sobre uma prostituta, no período de 24 horas, acorda, briga com a mãe, anarquisa o filho, namora Papai Noel, um Urso Azul e duas amiguinhas e por fim se encontra com o velho amante milionário. Então, os dois sozinhos dentro de uma enorme sala conversam sobre o cotidiano, amam-se, dançam e por fim, matam-se. Baseado Dependência e Desenvolvimento na América Latina de Fernando Henrique Cardoso, e Psicologia de Massas e o Fascismo, de Wilhelm Reich."

A$$untina das Amérikas integra a programação da Mostra Nacional do forumdoc.bh.2012, que acontecerá de 22 de novembro a 02 de dezembro de 2012.

CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h


26/06/2012

Caveira My Friend | 28 de junho | Quinta-Feira | 20h





28 de junho | 2012

CAVEIRA MY FRIEND
Direção: Alvaro Guimarães
Brasil| 1970 | P&B | 70’













Sessão especial "Bahia 100 anos de cinema"

Sinopse: Caveira my friend caracteriza-se pelo rompimento dos postulados cinemanovistas em favor de um cinema livre de amarras ideológicas, propondo a iconoclastia e o desbunde como formas de contestação. A proposta está explícita na estrutura narrativa, desarticulada dos cânones tradicionais do desenvolvimento do discurso fílmico. Uma extensão, no plano cinematográfico, do trabalho teatral de Alvaro Guimarães, Caveira my friend tem uma tênue fábula (a ação dos assaltantes) que se estilhaça em planos contemplativos, nos quais a falta de perspectiva, o desânimo e a nonchalance parecem ser as forças motrizes que regem o dínamo estrutural da ação e da inação, sístole e diástole. A forma é, aqui, resultante (e reflexo) da ausência de conteúdo; em Caveira my friend o conteúdo é a forma. (Fonte: http://www.portalbrasileirodecinema.com.br)

CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

_______________________
Associação Filmes de Quintal | Av. Brasil, 75/sala 06, Santa Efigênia | CEP 30140-000 |
Belo Horizonte | MG | fone: +55 31 3889-1997 | www.fimesdequintal.org.br

20/06/2012

A Voir Absolument (Si Possible) | 21 de junho | Quinta-Feira | 20h


21 de junho | 2012

A voir absolument (si possible) –
dix années aux
Cahiers du Cinéma, 1963-1973
Para ver sem falta (se possível) -
dez anos nos Cahiers du Cinéma, 1963-1973

Direção: Jean Louis Comolli, Jean Nardoni, Ginette Lavigne
França| 2011 | cor | 78’








Mostra "A Voir Absolument"
Comentários de Ewerton Belico

Sinopse:O filme revê os dez anos, de 1963 a 1973, no qual um grupo de cineastas, ensaístas, professores e editores se reuniu em torno da revista Cahiers du cinéma. Entre eles, Jean André Fieschi, Jean Narboni, Jean Louis Comolli e Serge Daney. Naquela época – escrevem Comolli e Narboni – a política não era inimiga da beleza, e a teoria, encarregada de dissipar as ilusões, a ideologia e a alienação, convivia com a experiência intensa de ver e discutir os filmes. Época em que a cinefilia e a militância andavam de mãos dadas. E fazer da revista e da experiência do cinema um “front cultural e revolucionário”.

Ewerton Belico: é formado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professor, curador e crítico de cinema, colabora, desde 2006, na organização e curadoria doforumdoc.bh, entre outros projetos da Associação Filmes de Quintal.

Mostra: inspirada em mostra realizada pelos integrantes das Cahiers du Cinéma entre 1963-1973, a mostra "A Voir Absolument" é homônima ao filme de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli, que rememora dez anos de experiência de reflexão cinematográfica e engajamento político nas Cahiers du Cinéma. Exibiremos, além do documentário em questão, seis dos filmes cujo comentário constitui o eixo mesmo da revisão desses tempos e da tentativa de transformar o cinema em "front cultural e revolucionário".


CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

12/06/2012

De Punhos Cerrados | direção Marco Bellocchio | 14 de junho | Quinta-Feira | 20h




14 de junho | 2012

DE PUNHOS CERRADOS
Direção: Marco Bellocchio
Itália | 1965 | P&B | 97’

Mostra "A Voir Absolument"
Comentários de Ewerton Belico










Sinopse: Uma mãe de quatro filhos não consegue educá-los, nem administrar a casa. Um dos filhos é epiléptico, agindo de forma sádica e destrutiva. A filha, aparentemente normal, age de maneira infantil e possui um sentimento mórbido em relação ao irmão Alessandro. Um retrato do desespero de uma geração frustada.

Ewerton Belico: é formado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professor, curador e crítico de cinema, colabora, desde 2006, na organização e curadoria do forumdoc.bh, entre outros projetos da Associação Filmes de Quintal.

Mostra: inspirada em mostra realizada pelos integrantes das Cahiers du Cinéma entre 1963-1973, a mostra "A Voir Absolument" é homônima ao filme de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli, que rememora dez anos de experiência de reflexão cinematográfica e engajamento político nas Cahiers du Cinéma. Exibiremos, além do documentário em questão, seis dos filmes cujo comentário constitui o eixo mesmo da revisão desses tempos e da tentativa de transformar o cinema em "front cultural e revolucionário".


Programação

21/06 - "A voir absolument (si possible) - Dix années aux Cahiers du Cinéma, 1963-1973", de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli;


CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

_______________________
Associação Filmes de Quintal | Av. Brasil, 75/sala 06, Santa Efigênia | CEP 30140-000 |
Belo Horizonte | MG | fone: +55 31 3889-1997 | www.fimesdequintal.org.br

30/05/2012

Diário de uma busca | 31 de maio | Quinta-feira | 20h




31 de maio | 2012

DIÁRIO DE UMA BUSCA
Direção: Flávia Castro
Brasil | 2010 | cor | 105’


Sessão especial
Grupo de Pesquisa "Poéticas da Experiência"/UFMG
Comentários de Carla Maia







Sinopse: Outubro, 1984. Celso Castro, jornalista com uma longa história de militância de esquerda, é encontrado morto no apartamento de um suposto ex-oficial nazista, onde entrou à força. A polícia sustenta que se trata de um suicídio. O episódio, digno de um filme de suspense, é o ponto de partida de Flávia, filha de Celso e diretora do filme. É uma viagem no tempo e na geografia: o filme percorre os cenários do exílio familiar, dos ideais e do fracasso de um projeto político. As vozes imbricadas de Celso (de suas cartas) e de sua filha constroem um retrato intimo de uma relação marcada pela história.

Carla Maia: é doutoranda em Comunicação Social pela UFMG. Atua na área de audiovisual como pesquisadora, professora, produtora e curadora. É uma das organizadoras do forumdoc.bh - Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte, promovido pela Associação Filmes de Quintal. Co-diretora, ao lado de Raquel Junqueira, do filme Roda (2011).


CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

_______________________
Associação Filmes de Quintal | Av. Brasil, 75/sala 06, Santa Efigênia | CEP 30140-000 |
Belo Horizonte | MG | fone: +55 31 3889-1997 | www.fimesdequintal.org.br

22/05/2012

Antes da Revolução | direção Bernardo Bertolucci | 24 de maio | Quinta-Feira | 20h



24 de maio | 2012

ANTES DA REVOLUÇÃO
Direção: Bernardo Bertolucci
Itália | 1964 | P&B | 112’

Mostra "A Voir Absolument"
Comentários de Ewerton Belico










Sinopse: Considerado a primeira obra prima de Bertolucci, Antes da Revolução é um filme emblemático sobre a juventude revolucionária dos anos 60. Em 1964, na cidade de Parma, Fabrizio é um jovem de 22 anos que passa por uma fase de indecisão política e afetiva. Apesar de renegar a burguesia, não se sente à vontade no movimento revolucionário, pois se considera à frente das ideologias da esquerda. Ao mesmo tempo, vive um amor conturbado com sua tia.

Ewerton Belico: é formado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professor, curador e crítico de cinema, colabora, desde 2006, na organização e curadoria do forumdoc.bh, entre outros projetos da Associação Filmes de Quintal.


Mostra: inspirada em mostra realizada pelos integrantes das Cahiers du Cinéma entre 1963-1973, a mostra "A Voir Absolument" é homônima ao filme de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli, que rememora dez anos de experiência de reflexão cinematográfica e engajamento político nas Cahiers du Cinéma. Exibiremos, além do documentário em questão, seis dos filmes cujo comentário constitui o eixo mesmo da revisão desses tempos e da tentativa de transformar o cinema em "front cultural e revolucionário".


Programação

19/04 - "A Falecida", de Leon Hirszman;
26/04 - "Não-reconciliados", de Jean-Marie Straub/Danièlle Huillet;
10/05 - "Rysopis", de Jerzy Skolimowski;
17/05 - "Brigitte et Brigitte", de Luc Moullet;
24/05 - "Antes da Revolução", de Bernardo Bertolucci;
07/06 - "De Punhos Cerrados", de Marco Bellochio;
14/06 - "A voir absolument (si possible) - Dix années aux Cahiers du Cinéma, 1963-1973", de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli;


CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

_______________________
Associação Filmes de Quintal | Av. Brasil, 75/sala 06, Santa Efigênia | CEP 30140-000 |
Belo Horizonte | MG | fone: +55 31 3889-1997 | www.fimesdequintal.org.br

16/05/2012

Brigitte e Brigitte | 17 de maio | Quinta-Feira | 20h


17 de maio | 2012

BRIGITTE E BRIGITTE
Direção: Luc Moullet
França | 1966 | P&b | 73’

Mostra "A Voir Absolument"
Comentários de Ewerton Belico

Sinopse:
Brigitte et Brigitte é o longa-metragem de estréia do crítico e cineasta Luc Moullet, no qual duas garotas, oriundas de cidades provincianas nos Alpes e nos Pirineus, se encontram e passam a morar juntas em Paris, para aonde se dirigiram a fim de estudar. Filme de carárter farsesco, ao mesmo tempo, fábula e registro de uma época, onde a inadequação das personagens - assim como aquilo que as une e separa - é o motor de situações livremente encadeadas.


Ewerton Belico: é formado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professor, curador e crítico de cinema, colabora, desde 2006, na organização e curadoria do forumdoc.bh, entre outros projetos da Associação Filmes de Quintal.


Mostra: inspirada em mostra realizada pelos integrantes das Cahiers du Cinéma entre 1963-1973, a mostra "A Voir Absolument", homônima ao filme de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli, rememora dez anos de experiência de reflexão cinematográfica e engajamento político nas Cahiers du Cinéma. Exibiremos, além do documentário em questão, seis dos filmes cujo comentário constitui o eixo mesmo da revisão desses tempos e da tentativa de transformar o cinema em "front cultural e revolucionário".


Programação

19/04 - "A Falecida", de Leon Hirszman;
26/04 - "Não-reconciliados", de Jean-Marie Straub/Danièlle Huillet;
10/05 - "Rysopis", de Jerzy Skolimowski;
17/05 - "Brigitte et Brigitte", de Luc Moullet;
24/05 - "Antes da Revolução", de Bernardo Bertolucci;
07/06 - "De Punhos Cerrados", de Marco Bellochio;
14/06 - "A voir absolument (si possible) - Dix années aux Cahiers du Cinéma, 1963-1973", de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli;


CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

_______________________
Associação Filmes de Quintal | Av. Brasil, 75/sala 06, Santa Efigênia | CEP 30140-000 |
Belo Horizonte | MG | fone: +55 31 3889-1997 | www.fimesdequintal.org.br

08/05/2012

Rysopis | 10 de maio | Quinta-Feira | 20h



10 de maio | 2012

RYSOPIS
Direção: Jerzy Skolimowski
Polônia| 1965 | P&b | 70’

Mostra "A Voir Absolument"
Comentários de Ewerton Belico










Sinopse: Lançado em 1964, Rysopis (Marcas de identificação: nenhuma), o primeiro longa-metragem de Jerzy Skolimowski - diretor ainda de "A classe operária", e "Ato final". O filme centra seu relato em torno de Andrzej Leszezy, interpretado pelo próprio diretor. Rysopis registra as últimas horas desse personagem antes de sua apresentação ao serviço militar, a quem declara não possuir nenhuma marca de identificação. Em planos-sequências cuidadosamente coreografados Andrzej revela alguns de seus sinais de identificação, à medida em que a inevitável tensão pelo prazo que se esgota realiza uma cruel passagem à vida adulta em um mundo hostil.

*Filme com legendas em espanhol


Ewerton Belico: é formado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professor, curador e crítico de cinema, colabora, desde 2006, na organização e curadoria do forumdoc.bh, entre outros projetos da Associação Filmes de Quintal.


Mostra: inspirada em mostra realizada pelos integrantes das Cahiers du Cinéma entre 1963-1973, a mostra "A Voir Absolument" é homônima ao filme de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli, que rememora dez anos de experiência de reflexão cinematográfica e engajamento político nas Cahiers du Cinéma. Exibiremos, além do documentário em questão, seis dos filmes cujo comentário constitui o eixo mesmo da revisão desses tempos e da tentativa de transformar o cinema em "front cultural e revolucionário".


Programação

19/04 - "A Falecida", de Leon Hirszman;
26/04 - "Não-reconciliados", de Jean-Marie Straub/Danièlle Huillet;
10/05 - "Rysopis", de Jerzy Skolimowski;
17/05 - "Brigitte et Brigitte", de Luc Moullet;
24/05 - "Antes da Revolução", de Bernardo Bertolucci;
07/06 - "De Punhos Cerrados", de Marco Bellochio;
14/06 - "A voir absolument (si possible) - Dix années aux Cahiers du Cinéma, 1963-1973", de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli;


CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

02/05/2012

Bicicletas de Nhanderú | 03 de maio | Quinta-Feira | 20h




03 de maio | 2012

BICICLETAS DE NHANDERÚ
Direção: Ariel Ortega e Patrícia Ferreira
Brasil | 2011 | cor | 45’












Sessão especial - Grupo de pesquisa Poéticas da Experiência
Comentários de Bernard Belisário

Sinopse: Uma imersão na espiritualidade presente no cotidiano dos Mbyá-Guarani da aldeia Koenju, em São Miguel das Missões no Rio Grande do Sul.

Bernard Belisário: mestrando em Comunicação Social pela UFMG, atua como montador e finalizador de cinema, além de ministrar oficinas de formação audiovisual em diversos contextos sócio-culturais. Faz parte do Grupo de Pesquisa Poéticas da Experiência onde desenvolve seu estudo sobre o cinema indígena dos Kuikuro do Alto Xingu.


CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

25 lugares
Av. Brasil 75, sala 06, Santa Efigênia

25/04/2012

Não reconciliados | direção Straub-Huillet | 26 de abril | Quinta-Feira | 20h




26 de abril | 2012


NÃO RECONCILIADOS
Direção: Jean-Marie Straub/Danièlle Huillet
Alemanha | 1965 | P&B | 55’


Mostra "A Voir Absolument"










Sinopse: Baseado no romance Biliiard um Halbzenh (1959), de Heinrich Böll.


Mostra: inspirada em mostra realizada pelos integrantes das Cahiers du Cinéma entre 1963-1973, a mostra "A Voir Absolument" é homônima ao filme de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli, que rememora dez anos de experiência de reflexão cinematográfica e engajamento político nas Cahiers du Cinéma. Exibiremos, além do documentário em questão, seis dos filmes cujo comentário constitui o eixo mesmo da revisão desses tempos e da tentativa de transformar o cinema em "front cultural e revolucionário".


19/04 - "A Falecida", de Leon Hirszman;
26/04 - "Não-reconciliados", de Jean-Marie Straub/Danièlle Huillet;
10/05 - "Rysopis", de Jerzy Skolimowski (legendas em espanhol)
17/05 - "Brigitte et Brigitte", de Luc Moullet;
24/05 - "Antes da Revolução", de Bernardo Bertolucci;
07/06 - "De Punhos Cerrados", de Marco Bellochio;
14/07 - "A voir absolument (si possible) - Dix années aux Cahiers du Cinéma", de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli;


CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h


25 lugares
Av. Brasil 75, sala 06, Santa Efigênia

18/04/2012

A Falecida | direção Leon Hirszman | 19 de abril | Quinta-Feira | 20h


19 de abril | 2012


A FALECIDA
Direção: Leon Hirszman
Brasil| 1965 | P&B | 90’

Mostra "A Voir Absolument"













Sinopse: Baseado na peça homônima de Nelson Rodrigues. Zulmira (Fernanda Montenegro) é uma mulher obcecada pela ideia da morte e deseja um enterro luxuoso - como compensação pela vida miserável do subúrbio carioca. Mesmo que o médico lhe garanta que está bem de saúde, ela acredita padecer de tuberculose e acaba contraindo a doença. Certa de que morrerá em breve, pede ao marido que procure o homem mais rico do bairro para conseguir dinheiro para o funeral de seus sonhos.

Mostra: inspirada em mostra realizada pelos integrantes das Cahiers du Cinéma entre 1963-1973, a mostra "A Voir Absolument", homônima ao filme de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli, que rememora dez anos de experiência de reflexão cinematográfica e engajamento político nas Cahiers du Cinéma. Exibiremos, além do documentário em questão, seis dos filmes cujo comentário constitui o eixo mesmo da revisão desses tempos e da tentativa de transformar o cinema em "front cultural e revolucionário".

19/04 - "A Falecida", de Leon Hirszman;
26/04 - "Não-reconciliados", de Jean-Marie Straub/Danièlle Huillet;
10/05 - "Rysopis", de Jerzy Skolimowski;
17/05 - "Brigitte et Brigitte", de Luc Moullet;
24/05 - "Antes da Revolução", de Bernardo Bertolucci;
07/06 - "De Punhos Cerrados", de Marco Bellochio;
14/07 - "A voir absolument (si possible) - Dix années aux Cahiers du Cinéma", de Ginette Lavigne, Jean Narboni e Jean-Louis Comolli;

CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

25 lugares
Av. Brasil 75, sala 06, Santa Efigênia

10/04/2012

Exibição de A cidade é uma só? | direção Adirley Queirós | 12 de abril | Quinta-Feira | 20h



12 de abril | 2012

A CIDADE É UMA SÓ?

Direção: Adirley Queirós
Brasil| 2012 | cor | 80’













Sessão especial - Grupo de pesquisa Poéticas da Experiência / UFMG
Comentários de André Brasil

Sinopse: Reflexão sobre os 50 anos de Brasília, tendo como foco a discussão sobre o processo permanente de exclusão territorial e social que uma parcela considerável da população do Distrito Federal e do Entorno sofre, e de como essas pessoas restabelecem a ordem social através do cotidiano. O ponto de partida dessa reflexão é a chamada Campanha de Erradicação de Invasões (CEI), que, em 1971, removeu os barracos que ocupavam os arredores da então jovem Brasília. Tendo a CEILÂNDIA como referência histórica, os personagens do filme vivem e presenciam as mudanças da cidade. Prêmio da Crítica na Mostra de Tiradentes (2012).

André Brasil: Pesquisador em comunicação e cinema, André Brasil é doutor pela UFRJ e professor do Departamento de Comunicação da UFMG. Desenvolve o projeto "Formas de vida na imagem: performatividade no documentário e na mídia", abrigado pelo Grupo de Pesquisa "Poéticas da Experiência" (UFMG). É um dos editores da Revista Devires – Cinema e Humanidades.

CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

27/03/2012

Exibição de DOM| direção Olga Maurina | 29 de março | Quinta-Feira | 20h





29 de março | 2012
DOM
Direção: Olga Maurina
Rússia| 2011 | cor | 95’


Sessão forumdoc.bh.2011- Competitiva Internacional









Sinopse: Três moradores de rua protegem-se do frio em um abrigo feito de compensado, ao lado de uma das últimas estações de Moscou. À medida em que a primavera se aproxima, eles começam a planejar a construção de algo como uma casa. Mas ter um lar significa, necessariamente, uma mudança para melhor?


20/03/2012

CineQuintal | exibição de Fragmentos de uma revolução | 22 de março | Quinta-Feira | 20h




22 de março | 2012

FRAGMENTOS DE UMA REVOLUÇÃO

Direção: anônima
França| 2010 | cor | 55’

Sessão forumdoc.bh.2011- Competitiva Internacional









Sinopse: A história trata dos protestos no Irã, em que cidadãos anônimos fizeram, de improviso, o papel de jornalistas, e conseguiram por seus próprios meios burlar a censura oficial.

CineQuintal
Toda Quinta-Feira às 20h

________________________
Associação Filmes de Quintal | Av. Brasil, 75/sala 06, Santa Efigênia | CEP 30140-000 |
Belo Horizonte | MG | fone: +55 31 3889-1997 | www.fimesdequintal.org.br